Juiz do Novo México quer permitir uso da Cannabis medicinal no território mesmo com recomendação médica de outro estado

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
A reciprocidade da Cannabis medicinal há muito tempo é um problema no estado (Foto: Divulgação/High Times)

A reciprocidade há muito é um problema no estado do Novo México e está em debate há algum tempo. Agora, um juiz do tribunal distrital quer fazer uma mudança na lei atual, determinando que os pacientes de cannabis medicinal devem ter acesso à cannabis mesmo se tiverem uma recomendação de outro estado.

Se essa decisão for aprovada, aqueles com cartões de Cannabis medicinal do Novo México poderão obter cannabis em outros estados que permitem reciprocidade, e aqueles com cartões de outros estados poderão obter produtos no Novo México. Isso irá expandir a indústria e o número de pacientes que estão consumindo Cannabis medicinal.

>>> Congresso americano votará para retirar a Cannabis da lista de substâncias controladas

“O tribunal considerou que um paciente recíproco pode ter uma prova de autorização e uma identidade de diferentes jurisdições. Antes, você só poderia se tornar um paciente recíproco se tivesse sua prova de autorização e sua identidade na mesma jurisdição ”, disse Jacob Candelaria, advogado da Ultra Health, produtor de cannabis medicinal com sede no Novo México a aprovação da mudança.

“Não está claro para mim por que o departamento teme tanto que os novos mexicanos tenham acesso à Cannabis medicinal, enquanto o governo, por outro lado, está dizendo que apoia totalmente a legalização do uso adulto”, acrescentou Candelaria sobre sua decisão de prosseguir com a mudança. “As duas posições não parecem fazer muito sentido.”

>>> A última descoberta de Raphael Mechoulam, o pai da Cannabis

A mudança é para beneficiar o estado

A ordem foi aprovada pelo Juiz do Primeiro Tribunal Distrital Judicial, Matthew Wilson, no início desta semana. Em sua decisão, Wilson fez questão de esclarecer em seu texto que o Departamento de Saúde do estado tem honrado os cartões de identificação de outras jurisdições em sua maior parte, mas, no mês passado, instruíram todos os dispensários a aceitar apenas os do Novo México. Eles fizeram isso por meio de uma mudança de regra de emergência, que esta decisão judicial agora anula.

Ele também destacou que essa mudança fará bem ao setor, pois não irá se voltar para estados vizinhos que aceitam identificação de fora do estado e, esperançosamente, aumentará a receita gerada dentro do seu próprio território.

>>> Dakota do Sul pode ser o primeiro estado a permitir simultaneamente o uso medicinal e adulto da Cannabis

“Em essência, um residente do Novo México poderia contornar os requisitos mais rigorosos para se tornar um paciente qualificado e optar por participar do programa como paciente recíproco”, escreveu Wilson.

“O Programa de Cannabis Medicinal do Departamento de Saúde cumpriu a ordem”, disse David Morgan, porta-voz do Departamento de Saúde. “Todas as 323 pessoas afetadas pela decisão de hoje foram reautorizadas para serem atendidas pelo programa.”.

Embora não esteja claro se esta decisão será contestada, seja pelo DOH, pelo governador ou por algum outro grupo preocupado com o fato de as restrições à cannabis estarem se tornando muito flexíveis, está claro que este é um passo importante para a cannabis medicinal no Novo México, uma vez que, agora, a indústria será capaz de reter mais pacientes e gerar mais receita.

Fonte: High Times

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese