Líder do senado nos EUA revelará projeto de lei federal de legalização da cannabis nesta quarta-feira

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Charles Ellis Schumer nasceu no Brooklyn, Nova York, em 23 de novembro de 1950. Sua mãe, Selma, era dona de casa e seu pai, Abraham, dirigia um negócio de dedetização. Schumer, que é judeu, tem dois irmãos e cresceu na área de Sheepshead Bay, no Brooklyn (Foto: The Fiscal Times)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de Marijuana Moment

Charles Ellis “Chuck” Schumer, Senador do estado de Nova Iorque, eleito pelo Partido Democrata e líder do senado norte americano, juntamente com seus colegas, presidente do Comitê de Finanças do Senado, Ron Wyden (D-OR) e o senador Cory Booker (D-NJ) lançarão um esboço para discussão de um projeto de lei há muito aguardado para legalizar a cannabis em nível federal nesta quarta-feira dia 13/07.

Segundo o portal de noticias Marijuana Moment, os senadores realizarão uma entrevista coletiva hoje, para revelar uma versão preliminar do que está sendo intitulado Cannabis Administration and Opportunity Act, ou em bom e velho português, Lei de Administração e Oportunidade de Cannabis.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Os detalhes das cláusulas da proposta ainda não estão disponíveis, mas o objetivo da minuta que está sendo divulgada é iniciar conversas para informar o que será uma introdução formal do projeto de lei em uma data posterior. Os defensores têm esperado ansiosamente a legislação, que Schumer disse repetidamente que viria “logo” depois que ele, Wyden e Booker prometeram pela primeira vez em fevereiro que estaria pronta “no início deste ano”.

Desde então, o líder da maioria tem defendido a reforma em todos os lugares, desde o plenário do Senado em 20  de abril até um comício sobre a cannabis na cidade de Nova York .

Além de acabar com a proibição, Schumer disse que a proposta em que ele e seus colegas estão trabalhando “garantirá justiça restaurativa, saúde pública e implementará impostos e regulamentações responsáveis”, semelhante ao que os legisladores de Nova York buscaram realizar em um projeto de lei de legalização que o governador sancionou este ano.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Os três senadores começaram formalmente seus esforços no projeto de lei de legalização realizando uma reunião no início deste ano com representantes de vários grupos de defesa para obter feedback sobre a melhor abordagem para a reforma .

Schumer fez questão em março de dizer que buscará especificamente restringir a capacidade das grandes empresas de álcool e tabaco de ultrapassar a indústria. Em vez disso,  priorizará as pequenas empresas , especialmente aquelas pertencentes a pessoas das comunidades mais afetadas pela proibição, e se concentrará em “justiça, justiça, justiça, bem como liberdade”, disse ele.

Ele também pediu aos eleitores que procurassem seus representantes no Congresso e dissessem que “isso já deveria ter acontecido há muito tempo”.

O presidente Joe Biden, no entanto, é um estranho dentro do Partido Democrata, mantendo uma oposição à legalização do uso adulto, apesar da popularidade pública generalizada e cada vez mais bipartidária da reforma. Resta saber se o presidente, que fez campanha com promessas mais modestas de descriminalizar a posse de cannabis, eliminar registros anteriores e respeitar as leis de legalização do estado, impediria uma mudança abrangente de política ao ameaçar vetar o projeto de lei que acabou sendo produzido.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Já Wyden, que sob a nova maioria democrata da câmara assumiu o primeiro lugar no Comitê de Finanças do Senado, onde a nova legislação provavelmente será encaminhada assim que for formalmente apresentada, disse recentemente que seu objetivo será “acabar com a proibição e propor um imposto razoável e supervisão regulatória em nível federal ”

“Eu realmente acho que este tipo de colcha de retalhos, em especial no que se refere à regulamentação e aos aspectos financeiros, precisa de algum tipo de regras federais fundamentais para, primeiro, acabar com a proibição; dois, políticas fiscais sensatas; e três, supervisão regulatória sensata”, completa Wyden.

Confira outras matérias sobre legislação publicadas pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese