Os dois principais ingredientes ativos da cannabis são aprovados pela FDA

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Contudo, consumir THC com os outros produtos químicos da planta de cannabis não é uma boa, já que os Estados Unidos aprovam o uso dos canabinoides apenas separados (Foto: Reprodução/The Cannigma)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de The Cannigma (Michael Schaeffer Omer-Man)

Sim, você leu corretamente. O FDA (Food and Drugs Administration, equivalente à Anvisa no Brasil), aprovou medicamentos com os ingredientes ativos THC e CBD. 

Dronabinol, o nome farmacêutico do THC, é um medicamento aprovado pelo FDA há mais de 35 anos. Ele é utilizado para náuseas associadas à quimioterapia e, posteriormente, para anorexia relacionada à AIDS. Embora a aprovação abrangesse uma versão sintética do canabinoide mais famoso, ele é quimicamente indistinguível da versão produzida naturalmente pela planta de cannabis. 

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Mas consumir THC com os outros produtos químicos da planta de cannabis? Não é uma boa, dizem os federais dos Estados Unidos. O problema com isso, como milhões de pacientes de cannabis medicinal podem atestar, é que o THC é muito mais eficaz e agradável quando combinado com outros canabinoides e terpenos – um fenômeno conhecido como efeito de entourage. Por isso, esta é uma das coisas que torna a cannabis tão única como medicamento.

O FDA pensou incorretamente que a aprovação do Marinol, a versão de marca do Dronabinol, “eliminaria a necessidade de formas medicinais de cannabis”, explicou o Dr. Ethan Russo em um episódio recente do podcast The Cannabis Enigma. 

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

O problema, continuou Russo, é que “o THC por si só é uma droga ruim. É muito mal tolerado, é muito desorientador. Tende a produzir disforia em vez de euforia, e qualquer pessoa que já experimentou os dois dirá que é totalmente diferente dos efeitos que as pessoas obtêm com a cannabis.”

A aprovação recente do CBD

Com o CBD, o selo de aprovação do órgão federal é ainda mais retumbante. Em vez de apenas aprovar versões sintéticas, como fez com o THC, em 2018, entretanto, o FDA deu luz verde ao canabidiol (CBD) derivado da planta de cannabis como um medicamento aprovado – sob a marca Epidiolex – como um tratamento para formas raras de epilepsia infantil.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Portanto, embora a planta de cannabis ainda seja considerada uma droga perigosa sob a lei federal dos Estados Unidos, a principal agência governamental de segurança de drogas do mundo reconhece e permite o uso de seus dois ingredientes principais em outras formas. 

Confira outros conteúdos sobre a cannabis nos Estados Unidos publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese