Partidos da Espanha preparam regulamento abrangente para Cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Para deputado espanhol Pablo Iglesias, o debate sobre a Cannabis medicinal não é se vai fazer ou não, mas quem o faz primeiro: "Isso vai acontecer, é imparável: a cannabis vai ser legalizada em todos os lugares” (Foto: Divulgação/Arquivo pessoal)

O partido espanhol Podemos descreveu como um “ponto de partida” o trabalho na regulamentação da maconha por meio de programas para o uso medicinal de Cannabis. Segundo o partido, será feito, quando apropriado, pesando as evidências existentes sobre sua eficácia terapêutica e efeitos adversos. Já uma união de Igrejas quer dar um passo adiante e está preparando um projeto de lei de uso integral que espera chegar a um consenso com o Partido Socialista.

>>> Em manobra contra o PL 399/2015, 29 senadores pedem medicamentos com canabidiol pelo SUS

Quando questionado sobre o assunto, o vice-presidente Pablo Iglesias disse ainda não convenceu Pedro Sánchez, que é presidente do Governo da Espanha desde 2018 e secretário-geral do Partido Socialista Operário Espanhol. “Quando eu conto, ele ri, e eu digo: presidente, não ria, que são muitos recursos. Na minha opinião, o debate sobre isso não é se fazer ou não, mas quem o faz primeiro. Isso vai acontecer, é imparável: a cannabis vai ser legalizada em todos os lugares”, disse. 

A união de de Igrejas acolheu essa proposta que elaborou na legislatura anterior. O foco é abranger o uso adulto e medicinal da Cannabis. E tudo com diferentes opções: Para o autocultivo, operação de associações, estratégias educacionais e um regime de sanções.

>>> Conheça na íntegra o projeto de legalização da Cannabis medicinal e industrial no Brasil

A resposta do governo, por enquanto, é clara. Eles precisam de mais evidências científicas para esclarecer todas as dúvidas sobre os riscos de seu consumo. O executivo quer mais garantias na mesa e o Podemos entende a sua posição. Portanto, a ideia é que trabalhem em iniciativas voltadas para algum tipo de regulação.

PSOE permanece em silêncio

O PSOE não se pronunciou sobre o assunto. No entanto, no programa eleitoral das últimas eleições, o partido prometeu “constituir uma comissão de estudos para abrir um debate aprofundado sobre o conhecimento da cannabis e seus efeitos na saúde”. As associações de usuários de Cannabis tentam aproximar posições de grupos políticos para promover iniciativas no Congresso. 

>>> Se plantio de Cannabis for aprovado, preço de medicamento no mercado deve ficar 50% mais barato

Um exemplo disso é que o Sindicato de Pacientes pela Regulamentação da Cannabis considera que mais do que riscos no uso dessa planta, há inúmeros os ensaios clínicos que recomendam seu uso para o alívio da dor, havendo estudos publicados em organizações como Canadá, Austrália, Israel ou Estados Unidos. 

Fonte: Portal Cope

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese