Presidente mexicano diz que legalização da Cannabis avançará no Congresso

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Já se passaram dois anos desde que a Suprema Corte do México decidiu que a proibição federal de Cannabis para posse e uso pessoal é inconstitucional.

Com o tempo, o país caminhou lentamente para a legalização e, no início de agosto, esses esforços receberam outro impulso. O presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador reconheceu em uma entrevista coletiva que os legisladores retomarão o trabalho em um projeto de legalização do uso de adultos quando se reunirem novamente no mês que vem, relata o Marijuana Moment

>>> Congressistas pedem regulamentação da Cannabis para potencializar cânhamo industrial

Em março, os comitês do Senado do país aprovaram um projeto de lei que acabaria com a proibição da Cannabis e permitiria que pessoas com 18 anos ou mais cultivassem até 20 plantas. O projeto estava a caminho de cumprir o prazo de 30 de abril, mas então a pandemia o atingiu. O prazo agora foi prorrogado para 15 de dezembro. 

De acordo com o projeto atual, que ainda poderia ser revisado, o porte pessoal seria limitado a 28 gramas, mas o porte de até 2.000 gramas seria descriminalizado. Os pacientes também poderiam se inscrever para cultivar mais de 20 plantas.

>>> Cannabis atenua a devastação econômica durante a pandemia na América Latina

O cânhamo e o CBD não obedeceriam às mesmas regulamentações dos produtos THC, relata o Marijuana Moment. Haveria também um imposto de 12% sobre as vendas de Cannabis, com uma parte da receita direcionada para um fundo de tratamento de abuso de substâncias.

Fonte: informações do site Marijuana Moment

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese