O CBD pode interagir com anticoncepcionais? 

Entenda a relação entre o composto presente na cannabis e um dos métodos contraceptivos mais utilizados entre as mulheres

Publicada em 30/11/2023

capa
Compartilhe:

Por El Planteo

Temos muitas evidências científicas que apoiam os múltiplos usos terapêuticos do CBD. No entanto, existe alguma incerteza sobre os efeitos a longo prazo do uso do composto e o impacto de tomá-lo em conjunto com outros suplementos ou medicamentos. 

Quando se trata da interação entre o CBD e os contraceptivos, ainda existem muitas questões sem resposta. Então, o que sabemos com certeza? 

CBD, ou Canabidiol, é um canabinoide não tóxico, ou composto químico, encontrado na planta da cannabis. 

O CBD pode ser usado para tratar a ansiedade e controlar a dor, entre inúmeras outras doenças: desde convulsões a artrite e muito mais. Mas, ao contrário do THC (o canabinoide responsável pelos efeitos psicotrópicos da cannabis), consumir CBD não o fará sentir-se “chapado”.  

O Comité de Especialistas em Dependência de Drogas da OMS (Organização Mundial da Saúde) concluiu que, no seu estado puro, “o canabidiol não parece ter potencial para causar dependência ou qualquer dano”. No entanto, você pode notar boca seca, fadiga ou diarreia e, em alguns casos raros , acredita-se que cause danos ao fígado. 

De acordo com os dados disponíveis – que são mínimos – pode haver efeitos adversos entre a mistura de CBD e certos contraceptivos. Especificamente, contraceptivos que contenham estrogênio ou Etinilestradiol (estrogênio sintético) – que são a maioria. 

Interações 

A interação entre o CBD e o estrogênio pode diminuir a eficácia dos contraceptivos, reduzir o tempo de eliminação da cannabis do corpo e causar sonolência, bem como sangramento de escape. 

Contraceptivos só de progesterona, como a injeção de DMPA, podem ser uma opção mais eficaz quando você é usuário regular de CBD.  

A diminuição da eficácia dos contraceptivos combinados com CBD também pode ser exacerbada pelo consumo de tabaco. Deve-se levar em conta que o uso de anticoncepcionais com tabaco demonstrou reduzir a eficácia dos primeiros, bem como aumentar o risco de múltiplos problemas de saúde. 

Possibilidade vs. Probabilidade 

Deve-se observar que ao examinar as bulas dos anticoncepcionais, você encontrará listas exaustivas de possíveis efeitos adversos. Isso inclui tudo, desde sangramento nas gengivas até desconforto ocular e sensibilidade ao sol. O popular anticoncepcional Yaz alerta: “Fique longe do sol”. […] Não use lâmpadas solares ou camas/cabines de bronzeamento.” 

Todos experimentam essas reações negativas? Não. A maioria dos usuários experimenta reações negativas? Não. Mas, por uma boa razão, estes avisos existem. 

Conclusão 

Atualmente, não há informações suficientes para fazer declarações definitivas. Existem alguns estudos isolados , mas nada é conclusivo ainda. Entretanto, as evidências atuais sugerem que o uso de CBD em adição ao uso de contraceptivos diminui o desempenho do contraceptivo. Contudo, não há informações sobre a magnitude deste efeito. Se a potência fosse reduzida em 0,05%, por exemplo, seria uma grande diferença em relação a uma redução de 20%. Ainda não temos uma resposta. No entanto, é aconselhável que se você usa CBD regularmente, é preferível que você use contraceptivos e/ou preservativos de progesterona, ou algum outro método contraceptivo e lembre-se, sempre busque um profissional médico para lhe auxiliar neste caminho.